The Social Project: implementando um projeto do zero com Kotlin e Firebase

Padrão

Fala pessoal, tudo bem?

Sempre que estudamos determinada tecnologia, ou mesmo quando trabalhamos em um projeto, nem sempre conseguimos nos aprofundar em determinados assuntos. Outro problema que quase sempre acontece, é que não temos possibilidade de aprofundar o suficiente em determinado assunto, restringindo a parte prática muitas vezes a um simples “hello world” ou uma prova de conceito.

Pensando nisso, estou começando uma série (que deve se estender por todo esse ano) em que vamos trabalhar um aplicativo do zero, utilizando duas das grandes “buzzwords” hoje quando se fala de desenvolvimento Android: Kotlin & Firebase. Não necessariamente ser uma buzzword é um problema, mas ao longo deste processo vamos descobrir não só o que é muito bom, mas também o que às vezes não funciona como o esperado e vermos que nem sempre tudo são flores.

Este projeto tem um objetivo bastante arrojado: criar uma rede social “padrão”, criando um aplicativo Android com Kotlin (incluindo ferramentas de qualidade, testes, Material Design, acessibilidade, etc.), dentro de um pipeline automatizado e organizado (Git flow, linters nos Pull Requests, releases automatizadas no Google Play, Integração Contínua), utilizando um Backend as a Service (Autenticação, Storage, Push Notifications, etc.), implementando features bem comuns para redes sociais (feed, amigos, upload de fotos, comentários, chat, etc.).

Arrojado, não?

Potencialmente (e provavelmente) eu talvez não consiga fazer tudo sozinho. Dessa forma, quem tiver vontade de contribuir, principalmente designers nesse primeiro momento, toda ajuda será bem-vinda — até para entendermos como o fluxo de design poderia entrar nesse pipeline.

Bom, por enquanto ainda não tem nada muito concreto. Aguardem os próximos posts com novidades!