Enfim

Padrão

Depois desse triste período de caminhada
Nos dias escuros que, sozinho, percorri
Enfim, chego de volta ao meu lugar afinal
Lá dentro, os sentimentos afloraram de repente

Quando não podia sonhar, eis que então acordou
E na calada da manhã, minhas forças renovar

Foi-se a jornada da procura por ti
Como os olhos que a miravam de forma calada
Riem-se, do sorriso mais meigo que já vi. . .

Circundo então as extremidades do abismo
Meus dias por ora chegarão por aqui
Guardei pra ti um pedaço do vento

Um comentário sobre “Enfim

Deixe uma resposta